Áreas verdes de BH guardam rico tesouro natural e sofrem pressão imobiliária

Há quase uma década, moradores de um bairro da capital levantam bandeiras, empunham cartazes e põem a boca no mundo, querendo se fazer ouvir e dar visibilidade a um movimento pela qualidade de vida coletiva e preservação urbana. São eles e elas do Planalto, na Região Norte, incansáveis em defender a Mata do Planalto, uma área particular de 200 mil metros quadrados que se une a um parque municipal onde há nascentes, 68 espécies de aves (tucanos, beija-flores-da-fronte-violeta, saracuras e araras), árvores da mata atlântica (ipê, cedro e jacarandá), que proporcionam uma temperatura ao redor bem abaixo da registrada na Avenida Cristiano Guimarães, a principal do bairro, que, assim como o Centro da cidade, está escaldante neste verão. “Não baixamos a guarda para defender este patrimônio natural, que não é apenas nosso, mas de toda Belo Horizonte”, afirma a presidente da Associação Comunitária do Planalto e Adjacências, Magali Ferraz Trindade.

A exemplo da Mata do Planalto, outras áreas da capital guardam seus tesouros ambientais, sofrem pressão do mercado imobiliário e resistem como podem à especulação, embora, de acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), haja legislação específica e definições bem claras sobre zoneamento urbano e construção em áreas particulares e públicas, além da realização, de quatro em quatro anos, de conferências municipais específicas para debater as políticas urbanas. Mas isso não é o bastante, tanto que a Mata do Isidoro, na Região Norte, incrustada na região do Isidoro e guardando um dos últimos cursos d’água limpos da cidade, o Córrego dos Macacos, já foi alvo de vários projetos imobiliários, mesmo após ser ocupada. Na Região Nordeste, no limite com Santa Luzia e Sabará, se encontra mais uma área cobiçada: a Fazenda Capitão Eduardo, de propriedade da PBH e localizada à margem do Rio das Velhas e da rodovia BR-381. Nos dois casos, os projetos não foram para frente.

Fonte:https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2019/03/17/interna_gerais,1038611/areas-verdes-de-bh-guardam-rico-tesouro-natural-e-sofrem-pressao-imobi.shtml

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here