Atlético defende invencibilidade de 22 anos sem derrota para o interior em mata-matas do Estadual

Taffarel; Edgar, Luiz Eduardo, Márcio Santos e Marcos Adriano; Doriva, Gutemberg e Marquinhos (Juninho Rodrigues); Euller, Evair (Valdeir) e Leandro Tavares. Técnico: Eduardo Amorim. Este é o time do Atlético que perdeu pela última vez uma partida de mata-mata do Campeonato Mineiro para um clube do interior.

Taffarel; Edgar, Luiz Eduardo, Márcio Santos e Marcos Adriano; Doriva, Gutemberg e Marquinhos (Juninho Rodrigues); Euller, Evair (Valdeir) e Leandro Tavares. Técnico: Eduardo Amorim. Este é o time do Atlético que perdeu pela última vez uma partida de mata-mata do Campeonato Mineiro para um clube do interior.

arte

Em 18 de maio de 1997, no jogo de ida pelas quartas de final do Estadual, o Galo perdeu por 3 a 1, de virada, para o Villa Nova, que seria vice-campeão numa decisão com o Cruzeiro.

A partida foi disputada no Estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, e a vitória atleticana por 1 a 0, na volta, uma semana depois, no Mineirão, foi insuficiente para que o Galo avançasse às semifinais.

No ano seguinte, também nas quartas, mas diante da Caldense, o Atlético iniciava a dupla invencibilidade que defende a partir deste sábado (30), quando encara o Boa Esporte, às 18h, no Dilzon Melo, em Varginha, pelas semifinais do Campeonato Mineiro.

Em quase 22 anos, desde aquela derrota em Nova Lima, o Atlético já fez 13 duelos de mata-mata e dois de jogo único, pelas quartas de final de 2018 e 2019, contra clubes do interior.

São 28 jogos, com 22 vitórias e seis empates. Um aproveitamento de 85,7%, sendo que o desempenho no interior é superior ao alcançado na capital, que foi a sede por três vezes de adversários de outras cidades. Isso aconteceu nas semifinais de 2007 (Democrata-GV), 2009 (Rio Branco) e 2017 (URT).

Em Belo Horizonte, o aproveitamento alvinegro nesses jogos contra clubes do interior, em mata-matas do Campeonato Mineiro, é de 84,3%. No interior, o Galo conquistou 87,8% dos pontos disputados.

Os confrontos mais importantes nessa sequência foram as decisões de 2010, contra o Ipatinga, e 2015, diante da Caldense, ambas vencidas pelo Atlético.

A Veterana e a URT são os clubes que o Galo mais enfrentou nessa série invicta, mas fez seis jogos contra o time de Poços e cinco contra o de Patos, rival nas quartas do ano passado, em jogo único. Agora, cabe ao Boa Esporte desafiar essa grande marca atleticana.

Fonte:https://www.hojeemdia.com.br/esportes/atl%C3%A9tico-defende-invencibilidade-de-22-anos-sem-derrota-para-o-interior-em-mata-matas-do-estadual-1.703677

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here