Bolsonaro busca acordo comercial abrangente com EUA

As primeiras conversas sobre o acordo comercial entre Brasil e Estados Unidos ocorreram durante a viagem de Jair Bolsonaro a Washington, em março. O objetivo do presidente é buscar um acordo abrangente, que envolva liberalização do comércio, facilitação de investimentos, propriedade intelectual e defesa. 

O modelo de acordo discutido no momento, contudo, é entre Estados Unidos e Mercosul, não apenas com o Brasil. De acordo com fontes consultadas pelo blog, o presidente da Argentina, Mauricio Macri, é favorável às negociações. 

Na visita de Bolsonaro a Washington, em março, o tema chegou a ser abordado numa conversa entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o secretário de Comércio, Wilbur Ross. Guedes e Ross se conheceram antes de ocupar cargos públicos e se reunirão nesta quarta (31) em Brasília.

Um acordo com os Estados Unidos que envolva tarifas precisa envolver o Mercosul, pois os quatro países do bloco formam uma união aduaneira. 

Um eventual acordo bilateral Brasil-Estados Unidos poderia abranger investimentos, propriedade intelectual e outros itens que podem fortalecer a relação entre os dois países. 

A evolução das negociações vai depender muito do calendário eleitoral. Na Argentina, Mauricio Macri disputará a reeleição em outubro, e a disputa deve ser acirrada em razão da chapa peronista de Alberto Fernandez ( presidente) e Cristina Kirchner (vice-presidente).

Donald Trump

Donald Trump tem a seu favor o Trade Promotion Authority, autorização legislativa para negociar acordos comerciais. 

Uma vez feito o acordo, cabe ao Congresso aprovar ou rejeitar. Os parlamentares não podem modificá-lo. O mecanismo permite agilizar as negociações. 

Mas, na visão de fontes envolvidas nas negociações, dificilmente um acordo abrangente e ambicioso será alcançado antes da eleição presidencial americana, marcada para o ano que vem. 

Outros acordos

O Brasil também negocia acordos comerciais com Coreia e Japão. 

O Mercosul também negocia com os países da associação europeia de livre comércio (EFTA), bloco formado por Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein. A expectativa é que esse acordo seja assinado ainda este ano.

Fonte:https://g1.globo.com/economia/blog/joao-borges/post/2019/07/30/bolsonaro-busca-acordo-comercial-abrangente-com-eua.ghtml

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here