Início Notícias Minas Gerais Coronavírus: Kalil anuncia decreto para fechar tudo em BH e vai manter...

Coronavírus: Kalil anuncia decreto para fechar tudo em BH e vai manter apenas serviços essenciais

De acordo com o prefeito Alexandre Kalil, o fechamento valerá a partir desta quinta-feira (9); só poderão ser abertos hospitais, supermercado, hipermercado, padaria, farmácia, sacolão, mercearia, hortifruti, armazém, açougue e posto de combustível.

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) anunciou nesta quarta-feira (8) que publicará um decreto determinando o fechamento de todos os serviços que não forem considerados essenciais. O fechamento valerá a partir desta quinta-feira (9).

São considerados serviços essenciais e poderão ser abertos:

  • Hospitais
  • Farmácia
  • Hipermercado
  • Supermercado
  • Armazém
  • Mercearia
  • Padaria
  • Sacolão
  • Hortifruti
  • Açougue
  • Posto de combustíveis

O anúncio foi feito em um post no Twitter.

O novo decreto muda regras que haviam sido estabelecidas em outra ordem do prefeito, publicada no Diário Oficial do município nesta terça-feira (7).

Agora, nem o comércio de rua poderá abrir, mesmo com venda somente na porta. Shoppings, galerias de lojas, clínicas de estética, academias, salões de beleza já estavam com o fechamento obrigatório.

Os restaurantes e bares, que estavam autorizados a atender clientes da porta para fora, também não poderão mais funcionar.

Até a publicação desta reportagem, a Prefeitura de Belo Horizonte não tinha divulgado qual será a duração deste decreto, a ser publicado nesta quinta-feira (9).

Transporte intermunicipal

A partir desta quarta-feira (8), estão impedidos de chegar em Belo Horizonte ônibus intermunicipais vindos das cidades de Coronel Fabriciano e Inhapim, no Leste de Minas, e de Caratinga, na Zona da Mata.

fonte: g1

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here