COVID-19: ‘BH está virando um grande importador de doentes’, diz Kalil

Segundo prefeito, capital mineira tem nove pacientes de coronavírus que moram em outros estados

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) demonstrou preocupação com o aumento na demanda proveniente de outros estados para tratamento da COVID-19 em Belo Horizonte. De acordo com o chefe do Executivo local, a capital mineira “está virando um grande importador de doentes”.

Kalil afirmou que há nove pacientes de outros estados em hospitais da cidade. “Belo Horizonte está virando um grande importador de doentes. Temos cinco do Pará, um do Rio de Janeiro, um do Espírito Santo e dois de São Paulo”, disse. Todos estão em tratamento em centros de saúde privados.

Assim como na última semana, Kalil afirmou que “ninguém vai negar socorro para ninguém. Ele, porém, frisou que a prefeitura trabalha nos bastidores para tentar conter a chegada em massa de pacientes de outros estados, para não privar a população local do acesso ao tratamento em caso de sobrecarga no sistema de saúde.
“Todo sacrifício e o dinheiro que foi posto aqui são para a nossa população, que está se sacrificando. É claro que ninguém vai negar socorro para ninguém. Agora, houve um sacrifício muito maior do povo belorizontino, que é um povo mais disciplinado mesmo, é mais responsável mesmo. Isso aqui não é hospital. Isso aqui é uma cidade onde todo mundo respeitou (o isolamento) e por isso estamos minimamente garantidos até agora. Amanhã, eu não sei” , disse.
Recentemente, a “importação de pacientes” tem sido observada também em cenário estadual. Em menos de uma semana, número de casos de COVID-19 de “outro estado/país” em tratamento em Minas Gerais saltou de 29 para 55.

fonte: Estado de Minas

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here