Detentos de presídio em Nova Lima, na Grande BH, iniciam greve de fome

Detentos do presídio em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, iniciaram nesta segunda-feira (13) uma greve de fome. Segundo o defensor público, Eduardo Rodrigues, as condições do local são subumanas e a falta de estrutura vai além da superlotação.

Nesta manhã, o local estava cheio de parentes, mesmo não sendo dia de visitas. As famílias ficaram preocupadas após a carta em que os detentos anunciavam o movimento.

A faxineira Sara Mariana é parente de um dos presos e contou falou sobre as dificuldades que os detentos enfrentam por causa da lotação. “Não tem cama para todo mundo, não tem espaço no chão para todo mundo, tem preso dormindo no banheiro. Eles precisam de um mínimo de dignidade e a gente, parente de preso, não é bandido. Eles podem fazer o errado que eles fizerem, mas a gente não vai abandonar”, disse.

De acordo com a apuração da Defensoria Pública do Estado, o prédio tem 75 vagas, mas está com mais de 150 detentos. O órgão pede o fechamento definitivo do local, com a alegação de que a edificação foi feita para ser uma rodoviária e que a adaptação para virar cadeia foi mal planejada.

“Lá dentro não há janela, não há circulação de ar, a gente entra e é um bolsão de ar quente, todo mundo misturado respirando o mesmo ar, não há condição de manter nenhum ser humano lá dentro. Se a gente quer recuperar alguém a gente tem que dar o mínimo para essa pessoa se recuperar”, disse Rodrigues.

A reportagem tentou contato com um representante da direção da unidade, mas não foi recebida. O defensor público diz que já apresentou denúncia de violação dos direitos humanos em uma corte internacional e espera que a nova gestão do governo de Minas Gerais resolva a situação o quanto antes.

A Secretaria de Administração Prisional do Estado (Seap) informou que está apurando as denúncias e tomará as medidas que foram necessárias para sanar possíveis falhas administrativas. Ainda segundo a secretaria, a interdição do presídio é parcial e, de acordo com a decisão da Justiça, ele pode receber presos da comarca local. Por razões de segurança, a lotação de unidades prisionais não é divulgada pelo governo. A direção do local informou, em nota, que a greve de fome está sendo monitorada.

Fonte:https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2019/05/13/detentos-de-presidio-em-nova-lima-na-grande-bh-iniciam-greve-de-fome.ghtml

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here