Em BH, multas por excesso de velocidade aumentam 166%

Mais da metade das infrações de trânsito registradas em Belo Horizonte no ano passado foi cometida por motoristas que ultrapassaram o limite de velocidade permitido: foram 706.245, o que representa aumento de 166% em comparação com 2017, quando houve 265.280 notificações. A alta levou a capital a bater o recorde de multas dos últimos quatro anos e chegar à marca de 1.325.518 autuações, segundo dados do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), que incluem todos os órgãos autuadores. No período, o total de infrações cresceu 38%.

Para especialistas, as multas ocorrem quando os condutores abusam da autoconfiança ou dirigem sem atenção, problema ampliado pelo uso de celular ao volante. Eles ainda acrescentam que não existe outra solução: os radares são o meio mais eficaz de fazer os motoristas tirarem o pé do acelerador e, assim, reduzir a ocorrência de acidentes.

“A pessoa acha que consegue andar, sem problema nenhum, acima da velocidade permitida. Se há uma placa de 80 km/h, o motorista acha que tem expertise suficiente de pilotagem para andar a 110 km/h, só que, na hora em que acontece um acidente, ele mata ou morre. Quanto maior a velocidade, maior a probabilidade de os acidentes acontecerem e serem mais severos”, diz o consultor em transporte e trânsito Osias Baptista Neto, que defende a fiscalização eletrônica: “Universalmente, a única forma de reduzir velocidade em todo o mundo é o radar”, afirma.

Outra explicação para o aumento das multas é o início do funcionamento de dez radares da concessionária Via 040, em Belo Horizonte, em abril do ano passado, a maioria no Anel Rodoviário. “É a via de maior intensidade de tráfego, com 130 mil veículos por dia. A cada radar novo, há aumento no número de autuações, até o pessoal se acostumar com a fiscalização ali”, afirma Baptista Neto.

No entanto, mesmo as infrações de excesso de velocidade registradas por radares da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) subiram 2% no ano passado, enquanto o número de equipamentos se manteve em 122, o mesmo de 2017. “O objetivo principal da fiscalização eletrônica é que a população siga as regras de circulação e, assim, possamos reduzir acidentes”, pontua a diretora de planejamento e informação Elizabeth Gomes.

Distração

O aumento da frota de veículos na capital, a pressa e a falta de atenção dos motoristas também contribuem para o aumento das multas, na avaliação do engenheiro especialista em transporte e trânsito Márcio Aguiar. “Dentro da cidade, as pessoas esquecem e passam nos radares, apesar da sinalização indicativa”, diz.

Apesar das recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de que a grande maioria dos radares “tem o único intuito de retorno financeiro ao Estado” e da suspensão de instalação dos equipamentos em rodovias federais, os especialistas são quase unânimes em dizer que os equipamentos são essenciais para aumentar a segurança no trânsito.

“A manifestação do presidente é mais política do que técnica. O radar coíbe o excesso de velocidade, porque a multa dói no bolso”, explica Aguiar. “O radar está lá 24 horas por dia, sem folga, conversa ou jeitinho”, acrescenta o consultor de transporte e trânsito Silvestre de Andrade Puty Filho.

Usar o telefone celular gerou 48.912 multas em 2018

Enquanto boa parte das infrações mais registradas em BH teve queda em 2018, as multas por uso de celular ao volante subiram. Foram 48.912 em 2018, contra 44.451 em 2017, 10% a mais.

“As pessoas perderam a noção de que celular tira a atenção. É preciso uma fiscalização intensa e um programa de educação”, diz o especialista em transporte e trânsito Márcio Aguiar.

Além de “dirigir o veículo segurando o celular”, que figura no ranking das dez multas mais aplicadas, entram na conta das 48.912, “dirigir manuseando celular”, com 19.856, e “dirigir usando o celular”, com 7.151.

Mortes

Redução. De 2016 para 2017, o número de mortes provocadas por acidentes de trânsito em Belo Horizonte caiu 10%, de 135 para 121, de acordo com informações da BHTrans.

Fonte:https://www.otempo.com.br/cidades/em-bh-multas-por-excesso-de-velocidade-aumentam-166-1.2164850

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here