Levir elogia, mas explica Chará como reserva do Atlético: ‘Você se lembra do último gol dele?’

A saída de Chará do time titular do Atlético ainda é muito questionada pelos torcedores. Desde que o colombiano foi para o banco de reservas, o Alvinegro parou de balançar as redes. Em três partidas com a equipe principal na Copa Libertadores, foram duas derrotas e um empate. Entre as várias explicações dadas na entrevista coletiva dessa sexta-feira, o técnico Levir Culpi falou sobre a saída do atacante.
“Você se lembra do último gol do Chará? Pois é. Tem coisas que são simples, tem que acompanhar os números e também a produtividade. Tem jogador que não faz muito gol, mas dá assistências. Diga-se de passagem, ele é um ótimo jogador. Mas ótimo jogador também fica no banco. Entram outros jogadores que não são tão bons, mas os caras tem números melhores, os caras entram e fazem gols. O que está no banco tem mais qualidade técnica, sabe dar assistência. Mas o cara que resolve é o que tem menos técnica”, disse o treinador. 
Para Levir Culpi, o banco de reservas pode ajudar o atacante colombiano a recuperar o bom futebol e voltar ao time titular nas próximas partidas.
“É uma coisa que você tem que saber dividir no grupo, saber como utilizar os jogadores. Às vezes o cara fica no banco um período, o cara acorda, se recupera, reage, volta bem. O banco não é efetivo, é um processo, o cara passa e pode voltar bem num outro momento”, completou.
Para o técnico do Atlético, a equipe precisa aproveitar melhor as chances criadas. De acordo com Levir, o número de gols não vai aumentar se colocar vários jogadores de ataque em campo.
“Nós estamos mal nos números, isso que preocupa todo mundo. Aí você começa a ajustar, sai um jogador, entra outro. O time tem que ter um aproveitamento melhor de gols. Nós temos atacantes muito agudos, muito agudos, que estão com baixíssimo número de gols. E aí? Vou colocar quem para ficar mais ofensivo? Você tem que ter uma ideia da sua equipe, como você pode melhorar sua equipe. Dentro disso, estou procurando fazer poucas mudanças, uma, duas, três no máximo, senão não vamos ajeitar o time. No sistema defensivo é melhor não mexer muito até que eles se encaixem. Do meio para frente é um pouco mais, já no jogo a gente faz substituições”, concluiu.
O Atlético volta a campo neste domingo, às 16h, contra o América, no Mineirão, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro. A tendência é de que o treinador volte a utilizar os titulares no Estadual. O treinador, no entanto, não revelou se o atacante colombiano volta ao time no clássico.

Fonte:https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2019/03/16/noticia_atletico_mg,572814/levir-elogia-mas-explica-chara-como-reserva-do-atletico.shtml

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here