Mineradoras não comparecem comissão de barragens e moradores cobram respostas

Durante reunião convocada pela comissão de barragens das Câmara dos deputados, que foi realizada nesta sexta-feira. moradores de Congonhas, na região Central de Minas, se mostraram apreensivos com falta de resposta das mineradoras que atuam na cidade, principalmente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) que explora a maior mina, já que nenhum representante da companhia compareceu. 

De acordo com Laercio Rodrigues, morador do bairro Cristo Rei, um dos que foi evacuado, a expectativa de respostas tem realmente agoniado os moradores, que se sentem desamparados. “A gente está sem essas respostas que a gente tanto precisa. A gente tem aí essa situação da barragem, as vezes tem obra que eles estão mexendo e fazendo algumas mexidas nela e a gente fica sem resposta. A gente teria que saber o que está acontecendo”.

Para Ferrnanda de Oliveira, do Movimentos dos Atingidos por Barragem, as resposta são um direito dos moradores que já são atingidos. “O Ministério Público fez uma recomendação construída com a comunidade, com os representantes da comunidade, com o Movimento dos Atingidos por Barragem também em detrimento de todo o risco que a população vem sendo ameaçada e eles já são atingidos, pela preocupação, por problemas de saúde. Então, a nossa expectativa é que esse direiro a informação e se a família quer sair ela tem esse direito enquanto prevenção”.

O prazo para que as mineradores apresentem um plano de trabalho com medidas para situações de emergência termina na próxima semana.

Histórico

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) recomendou no dia 12 de março que a CSN evacuasse imóveis dos bairros Cristo Rei e Residencial Gualter Monteiro, em Congonhas, que seriam afetados em caso de rompimento da barragem Casa de Pedra. 

Também foi solicitado que a CSN pagasse R$ 1,5 mil de aluguel a cada família ou alojasse as famílias em hotéis, além de arcar com as despesas inerentes à mudança. Um aluguel de R$ 1,5 mil seria pago mensalmente até que a situação seja solucionada.

Fonte:http://www.itatiaia.com.br/noticia/mineradoras-nao-comparecem-a-comissao-de-barr

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here