Início Notícias Minas Gerais Mulher que denunciou jogador de vôlei francês em BH por assédio sexual...

Mulher que denunciou jogador de vôlei francês em BH por assédio sexual diz que ‘tomou providência’

A mulher de 29 anos registrou boletim de ocorrência por assédio em uma boate contra Earvin Ngapeth, que joga no Zenit-Kazan, da Rússia, e está em BH para a disputa do Mundial de Clubes.

A mulher que denunciou o jogador francês Earvin Ngapeth por assédio sexual em boate de Belo Horizonte disse que tomou as providências cabíveis no caso. O jogador do clube russo de vôlei Zenit-Kazan foi preso em flagrante na madrugada desta segunda (9), ainda dentro da casa de show no bairro Estoril, na Região Oeste de Belo Horizonte.

A vítima não quis detalhar à reportagem qual medidas tomou sobre o caso. Ngapeth, que está preso, chegou algemado e com uniforme do sistema prisional de Minas Gerais ao Fórum Lafayette, onde deve ser ouvido em audiência de custódia nesta terça-feira (10). O advogado Dino Miraglia acompanha o jogador.

Entenda o caso

De acordo com a Polícia Militar, a vítima, de 29 anos, estava no Clube Chalezinho acompanhada do namorado e de um amigo na noite de domingo (8). Ela e o jogador francês não se conheciam. Segundo a mulher, Ngapeth passou a mão em seu corpo.

O jogador confirmou a versão aos policiais, e disse que na França e no vôlei, atitudes como “discretos tapas no glúteo” são comuns entre os amigos, e que ele teria confundido a mulher com uma amiga que o acompanhava. Ele pediu desculpas à vítima e ao seu namorado após o ocorrido. Testemunhas que estavam na boate confirmaram os relatos da vítima.

O advogado de defesa de Ngapeth, Dino Miraglia, disse que o jogador assumiu ter dado o tapa na mulher, mas que a confundiu com uma conhecida.

“Ele já tinha dado uns beijos nas meninas lá, tava uma festa. Aí ele estava num grupo de amigos, passou a menina, ele achou que fosse uma terceira menina, deu um tapa na bunda, hora nenhuma ele recusou, negou que tenha feito. A menina virou, quando ele viu que era uma menina diferente da que ele pensava que era, ele pediu desculpas na hora, se retratou, pediu desculpas pro namorado. Tem amigos que são testemunhas, todos três que falaram a mesma coisa, que foi só um tapa na bunda, não passou disso. O artigo 215 é muito claro, que o interesse num assédio sexual ele tem que ter interesse sabe, numa satisfação sexual e não era isso no momento”, afirmou.

Ngapeth, de 28 anos, veio ao Brasil para disputar com a equipe russa, o Mundial de Clubes de vôlei, sediado em Betim, na Grande BH. Após o Zenit-Kazan terminar a competição na terceira posição, os jogadores foram comemorar o resultado na boate.

Fonte: G1

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here