Na Grande BH, mulheres dão cadeiradas e arrancam olhos de idoso

Caso aconteceu na madrugada desta sexta-feira (20), no Bairro Jardim Industrial, em Contagem. Dupla foi detida em flagrante

 Polícia Militar prendeu duas mulheres, de 24 e 34 anos, suspeitas de torturar um idoso de 61 em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O caso aconteceu por volta das 5h dessa sexta-feira (20), no Bairro Jardim Industrial.

Conforme o boletim de ocorrência registrado pela PM, as mulheres bebiam e usavam drogas com a vítima em um imóvel localizado na Rua Cornélio Vaz de Melo, no Jardim Industrial. Uma delas confessou, posteriormente, que se tratava de um programa sexual.

A polícia só foi acionada quando o idoso já estava no Hospital de Contagem. Ele contou aos militares que as mulheres o agrediram sem mais nem menos e atiraram objetos contra ele.

Fonte: Estado de Minas


A vítima contou que cadeiras e um guarda-roupa foram arremessados contra ele. Também disse que as mulheres usaram um objeto cortante para arrancar seus olhos e ferir sua cabeça.

Ainda conforme a polícia, a ficha médica constava que a vítima sofreu ferimentos graves na cabeça e realmente estava sem os dois globos oculares.

Após coletar informações sobre as autoras com a vítima, a polícia iniciou o rastreamento para identificar suspeitas. Com o auxílio de uma câmera de segurança de um estabelecimento próximo, a corporação conseguiu confirmar que as características repassadas pelo idoso batiam com as imagens gravadas.

Os registros mostravam a dupla deixando o imóvel por volta das 5h50 dessa sexta. Ainda no Bairro Jardim Industrial, a PM encontrou a suspeita mais jovem, de 24 anos, que estava debaixo de um viaduto localizado na Avenida Tito Fulgêncio.

A jovem confessou que esteve no imóvel, que havia bebido e cheirado cocaína. No entanto, negou ter agredido o idoso. Contudo, confessou que não fez nada para impedir os ataques.

Ela contou aos militares que a outra suspeita poderia estar em três endereços: em um motel onde elas fazem programas sexuais; em um imóvel situado na Vila Pinho, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte; ou numa cena de uso de drogas, situada no Bairro Olaria, também no Barreiro.

Ao se deslocar ao local, porém, a polícia não encontrou a segunda acusada. Então, os militares retornaram ao viaduto onde a primeira havia sido detida e lá encontraram a mulher de 34 anos.

Ela foi presa em flagrante, assim como a cúmplice. Com a mulher mais velha, a PM apreendeu uma tesoura prateada com marcas de sangue, ou seja, provavelmente, a arma branca usada no crime.

A guarnição levou as duas até a delegacia de plantão de Contagem, onde ficaram à disposição da Polícia Civil. A polícia não soube informar a motivação das mulheres.

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here