No dia do fechamento da cidade, taxa de ocupação de leitos de UTI em BH bate novo recorde

Belo Horizonte (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

Só se passaram 11 dias de 2021, e Belo Horizonte já bateu o quarto recorde do ano da taxa de ocupação de leitos de UTI, um dos principais indicadores usados para monitorar o avanço da Covid-19 na capital.

Esse é um dos principais termômetros citados pela prefeitura para determinar o fechamento de todo o serviço não essencial na cidade, medida que entrou em vigor a partir desta segunda-feira (11).

A taxa agora atingiu o nível de 86,5% – o maior valor desde agosto, quando a prefeitura passou a adotar a atual medição, que inclui hospitais públicos e privados. Antes disso, quando considerava só o SUS, a capital chegou a registrar 92% de ocupação desses leitos, em julho.

Esse indicador está em alerta vermelho, o mais preocupante. E os outros dois indicadores – internações nas enfermarias e taxa de transmissão do vírus – estão em alerta amarelo (veja abaixo).

Indicadores de monitoramento da Covid-19 em BH, no dia 11 de janeiro de 2021. — Foto: PBH




boletim epidemiológico da prefeitura também traz a informação de que mais de 70 mil moradores da cidade já se infectaram: foram 70.223, dos quais 1.956 morreram.

O boletim também divulga a taxa de incidência de Covid-19 no município, que está em 263,4 por 100 mil habitantes. Para as aulas voltarem, a taxa tem que estar em 20 por 100 mil.

Fonte: G1
https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2021/01/11/no-dia-do-fechamento-da-cidade-taxa-de-ocupacao-de-leitos-de-uti-em-bh-bate-novo-recorde.ghtml

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here