Nova operação cumpre mandados para elucidar morte de Marielle Franco no Rio de Janeiro

Policiais civis do Rio de Janeiro cumprem, na manhã desta quarta-feira, 15 mandados de busca e apreensão no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes. Os agentes da Divisão de Homicídios têm como objetivo localizar os canos dos 117 fuzis, cujas outras peças foram achadas nas operações dessa terça-feira.

• Operação sobre caso Marielle foi vazada, confirmou um dos alvos

A operação se concentra nas casas dos amigos do PM reformado Ronnie Lessa e do ex-policial militar Elcio Vieira de Queiroz, presos ontem suspeitos de serem os responsáveis pela execução da parlamentar e do motorista.

Nessa terça, durante a operação que resultou na prisão da dupla, a polícia do Rio encontrou um arsenal com 117 fuzis e munições na casa de um homem identificado como Alexandre Mota, no Méier, zona norte do Rio de Janeiro.

Mota, que é amigo de infância de Ronnie Lessa, foi preso a partir de um dos 34 mandados de prisão expedidos pela Justiça. O suspeito afirmou à polícia que guardou algumas caixas, a pedido de Lessa, e que desconhecia o conteúdo do material. 

Fonte:https://www.timbancavirtual.com.br/news/details/182131

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here