Operação Êxodo coíbe homicídios no feriado em BH; militares são recebidos a tiros em ponto de drogas

Uma operação desencadeada na quinta-feira (18) pelo 22° Batalhão da Polícia Militar em Belo Horizonte, com o intuito de coibir o registro de homicídios durante o feriado prolongado, está tendo êxito. Segundo informou o tenente Aloísio, até agora não foi registrado nenhum assassinato na área coberta pelo BPM, que engloba os principais aglomerados da capital – Serra, Santa Lúcia, Morro das Pedras e Alto Vera Cruz/Taquaril.

“Nossa atuação vai da divisa de BH com Sabará, na região do Alto Vera Cruz/Taquaril, na região Leste, passa pela Centro-Sul, e segue até a região Oeste, no limite dos bairros Prado e Nova Suissa. Consideramos, até agora, a operação, de caráter preventivo para garantir a vida e o patrimônio, positiva, já que não tivemos nenhum homicídio registrado desde quinta-feira”, diz o militar.

A operação ganhou nome de Êxodo 20:13, da Bíblia, que diz: “Não Matarás”. E entre as situações observadas pelos cerca de 25 militares envolvidos na operação estão mandados de busca e apreensão a residência, ação de menores infratores nas regiões, mandados de prisão em aberto, abordagens a pontos de tráfico de drogas e apreensão de armas de fogo.

No primeiro dia da operação, uma arma de fogo foi apreendida no Morro do Papagaio e um homem, preso. A arma, uma pistola Taurus, modelo G2C, calibre 45, é de uso restrito. Oito munições de mesmo calibre foram apreendidas.

Participam da Êxodo, em apoio ao 22° BPM, equipes do Gepar, cia Tático Móvel, Rotam, bope e Rocca.

Combate ao tráfico de drogas

Apesar de nenhum homicídio ter sido registrado nessa área,  militares foram recebidos a tiros em um ponto de comércio de drogas, no limite entre os bairros Serra e Santa Efigênia, no local conhecido como Campo do Najá, na terça-feira (18). A operação era de combate ao tráfico, e buscava identificar integrantes de uma facção criminosa autointitulada Organização Terrorista do Najá, segundo a PM.

Segundo o 22°BPM, os militares foram recebidos a tiros, tendo repelido a agressão. Um homem de 24 anos foi baleado. Foram apreendidos diversos materiais, entre eles uma pistola glock 9mm e 24 munições; 122 Pinos de Cocaína, pedras de crack, porções de maconha, três rádios comunicadores, duas balanças de precisão, um celular e R$ 702 em espécie.

Na quarta-feira à noite (17), nesse mesmo local, uma guarnição da Guarda Municipal também foi recebida a tiros. 

De volta ao Campo do Najá nessa sexta-feira (20), depois de denúncia de que vários homens exibiam armas de fogo na área da rua Castelo Novo, militares desencadearam nova operação para reprimir o tráfico. Segundo a PM, os comerciantes de droga, ao perceberem a presença da polícia, fugiram por becos, e um deles, de 20 anos, foi preso.

Além de uma pistola Taurus, calibre 40, foram apreendidos 40 buchas de maconha, 56 pinos de cocaína, 26 pedras de crack, aparelho celular, um rádio comunicador e R$ 3.636 em espécie.

Perseguição a ladrões de aplicativo

Ainda na sexta-feira à noite, dois homens solicitaram um aplicativo de transporte, na rua Dr. Camilo, no Aglomerado da Serra, e quando estavam transitando próximo ao Hospital da Baleia, anunciaram o assalto, mandando o motorista descer do carro. Eles estavam armados com uma faca.

Houve perseguição entre a PM e os ladrões, que bateram o carro e fugiram pelo interior da mata da Baleia. foi feito um cerco com apoio de militares especializados da Rocca e também apoio da aeronave Pégasus, e um homem acabou detido em flagrante. Segundo o 22°BPM, o rapaz é suspeito de praticar ao menos cinco roubos a motoristas de aplicativos. O carro foi recuperado.

Fonte:https://bhaz.com.br/2019/04/20/operacao-coibe-homicidios-bh/

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here