Polícia investiga pastor de BH acusado de importunação sexual

Um inquérito foi aberto para apurar o caso. O pastor atua na Igreja Getsêmani, na Região de Venda Nova. Líder da comunidade evangélica, Jorge Linhares, pondera que acusações devem ser apuradas

Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil para investigar acusações de importunação sexual contra o pastor da Igreja Batista Getsêmani, que atua em Venda Nova. O caso começou a ser apurado depois que uma adolescente, de 17 anos, contou que o homem passou a mão nos seios e nas pernas dela. Líder da comunidade evangélica, Jorge Linhares, pondera que acusações devem ser apuradas.

Por meio de nota, a Polícia Civil afirmou que um inquérito já foi instaurado. “Três pessoas já foram ouvidas em escuta especializada. Os depoimentos foram realizados por psicólogo. As investigações giram em torno de importunação sexual, podendo resultar em estupro”, afirmou a instituição.

pastor Jorge Linhares, líder da comunidade evangélica onde o pastor que está sendo acusado atua, também se manifestou sobre o caso. Por meio das redes sociais, ele pediu que o caso seja investigado para que não haja injustiça.

“Existem alguns verbos que devemos conjugar bem definidamente. Acobertar, a igreja batista Getsemani não acoberta os pecados, nem de pastor, e nem de membros. Segundo, outra coisa é acusar, acusar e acusar. Não faz parte da palavra de Deus e nem da nossa conduta. Terceiro, apurar. Quarto, se ele tiver algum erro, o pastor, da nossa Missão em Venda Nova, ele vai ser disciplinado. E outro verbo é restaurar. Vamos procurar restaurar a vida dele”, comentou Linhares.

“No Brasil, primeiro se acusa, e a pessoa depois é que vai se defender. É o que está acontecendo. Ele vai se defender das acusações. A igreja Getsemani hoje são 50 mil membros, fora os familiares, então, é uma igreja que tem uma representação muito grande em Belo Horizonte. São 300 pastores na igreja. Mas, pastor da igreja chama-se Jorge Linhares”, completou.

Em nota, os advogados do suspeitos negaram as acusações. “Os fatos narrados não são verdadeiros e a defesa já possui todos oselementos para demonstrar a sua inocência. Infelizmente, o tempo do processo não costuma ser tão célere quanto o de pessoas mal-intencionadas, que utilizam a velocidade das redes sociais para propagar falsas informações. Mais triste é perceber que jovens estão sendo utilizados como ferramenta em um jogo de interesses pessoais que têm por objetivo manchar a reputação de um homem que passou a vida a serviço da comunidade.

Fonte: Estado de Minas

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here