Presidente da Câmara de BH diz saber quem a denunciou ao MP

A presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, vereadora Nely Aquino (PRTB), acusou nesta quinta-feira o irmão de um ex-assessor do vereador cassado Claúdio Duarte (PSL) de ser o responsável pela denúncia contra ela protocolada no Ministério Público.

Na representação, até então anônima, a presidente da Casa é acusada de usar veículos oficiais para buscar o filho na escola e para deslocamentos. 

“Não posso nem alegar surpresa quanto ao fato do autor da denúncia ser o sr. Giovanni de Carvalho Leite, irmão de Mário José de Carvalho Leite (ex-assessor do gabinete do Cláudio Duarte, vereador cassado pelos meus pares na Câmara Municipal).”, afirmou em plenário.

Nely tratou como “covardia” e ‘”falta de caráter” a atitude de enviar vídeos contendo imagens do filho dela como forma de ameaçá-la. Na representação apresentada ao MP foram as mesmas imagens usadas para ameaçar Nely no vídeo enviado ao celular dela. 

“As investigações seguem a respeito das ameaças e da denúncia. Os fatos comprovam que a atitude desesperada de se isentarem do grave crime que cometeram ao perseguirem uma criança de apenas seis anos, desmascara os envolvidos nesta história suja”, comentou. 

A presidente da Câmara teve que deixar a casa em que mora e está sob escolta. Ela ainda contou que uma de suas assessoras também está sofrendo ameaças, mas que tudo está sendo encaminhado e verificado pela Polícia Civil. 

Ainda contou que a opção de ter o filho sendo transportado por carros oficiais é para evitar a necessidade da escolta armada e que a medida foi estudada junto com a Procuradoria da Casa. “Canalhas, bandidos, bandidos que perseguem crianças. Vocês pagarão porque a Polícia Civil está no encalço”, afirmou emocionada. 

De acordo com a Câmara, o contratado de locação dos veículos da Casa contempla situações como as atuais em que a presidente está sob ameaça e ainda estende a medida a familiares. 

“Segundo o entendimento da Procuradoria da Câmara Municipal, o contrato de locação de veículos e sua regulamentação normativa confere a possibilidade do uso do veículo para: garantia da integridade física dos vereadores e mesmo proteção de seus familiares, em situações excepcionais, como no presente caso em que uma criança de seis anos está sendo monitorada”, informa.

Ainda de acordo a Câmara, o uso do veículo na situação descrita na denúncia apresentada ao MP, já era de conhecimento. “O uso do veículo está sob supervisão do serviço de inteligência e segurança institucional a fim de assegurar o regular exercício do mandato, a garantia das prerrogativas dos parlamentares e interesses institucionais do poder legislativo”.

Ameaças

Na semana passada, na véspera da sessão que cassou o mandato do ex-vereador Claúdio Duarte (PSL), a presidente Nely recebeu vídeos com ameaças. Na mensagem encaminhada a pessoa, que não foi identificada, afirmava que sabia a rotina do filho dela. Ela reagiu a ameaça e disse que “não seria outra Marielle Franco” – referência a vereadora do Rio de Janeiro morta em uma emboscada. 

O segundo vice-presidente da Casa, Jair di Gregório (PP), também recebeu ameaças no mesmo dia. Foi aberto inquérito pela Polícia Civil para investigar as intimidações.

Fonte:https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2019/08/08/interna_politica,1075935/presidente-da-camara-de-bh-diz-saber-quem-a-denunciou-ao-mp.shtml

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here