Presidente da Vale se afasta temporariamente

Fabio Schvartsman e três outros diretores da empresa se afastam dos cargos após força-tarefa que investiga tragédia de Brumadinho recomendar saída temporária do executivo e de outros 13 empregados da mineradora.O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, anunciou neste sábado (02/02) seu afastamento temporário do comando da empresa. O conselho de administração da companhia aprovou a medida.

Fabio Schvartsman pediu afastamento temporário do comando da Vale
Fabio Schvartsman pediu afastamento temporário do comando da ValeFoto: DW / Deutsche Welle

SAIBA MAIS

  • Presidente da Vale e mais três diretores pedem afastamento temporário
  • Conselho da Vale decide afastar presidente Schvartsman e outros executivos, diz fonte
  • Vale afirma que Conselho analisará pedido de afastamento de presidente e diretores
  • Força-tarefa que investiga tragédia em Brumadinho recomenda afastamento de diretoria da Vale
  • MPF quer prisão e afastamento de diretor de Ferrosos da Vale

A decisão foi tomada após a força-tarefa que investiga o rompimento da barragem de Brumadinho (MG) ter recomendado o afastamento do executivo e de outros 13 empregados da mineradora.

powered by Rubicon Project

Schvartsman afirma estar pedindo o afastamento temporário das suas funções “em benefício da continuidade das operações da companhia e do apoio às vítimas e a suas famílias”, em carta enviada ao Conselho de Administração da Vale. No texto, ele argumenta que tomou a decisão “com a absoluta convicção da retidão” e “do dever cumprido até aqui”.

A Vale anunciou que Eduardo de Salles Bartolomeo, atual diretor-executivo de metais básicos da mineradora, assume o cargo de diretor-presidente interino no lugar de Schvartsman.

Além de Schvartsman, também se afastaram temporariamente outros três diretores: Peter Poppinga, diretor-executivo de ferrosos e carvão, Lucio Flávio Gallon Cavalli, diretor de planejamento e desenvolvimento de ferrosos e carvão, e Silmar Magalhães Silva, diretor de operações do corredor sudeste.

Em nota, a Vale afirma que os próprios diretores enviaram pedidos de afastamento temporário de suas funções, que foram aceitos pela companhia. No comunicado, a empresa Vale já nomeia os substitutos.

Claudio de Oliveira Alves, atual diretor de pelotização e manganês, ocupará interinamente a função de diretor-executivo de ferrosos e carvão no lugar de Poppinga. Mark Travers, atual diretor jurídico, de relações institucionais e sustentabilidade de metais básicos, fica sendo interinamente o diretor-executivo de metais básicos, ocupando a vaga deixada pela transferência de Bartolomeo à presidência.

O conselho de administração da companhia recebera na sexta-feira um documento assinado por integrantes da força-tarefa que investiga a tragédia – composta por membros do Ministério Público Federal, do Ministério Público de Minas Gerais, da Polícia Federal e da Polícia Civil de Minas – recomendando o afastamento de Schvartsman e de outros 13 profissionais da empresa durante o andamento das investigações sobre o rompimento de uma barragem da Vale em Brumadinho, no dia 25 de janeiro. A tragédia deixou 186 mortos e 122 desaparecidos.

No texto, a força-tarefa pede também que Schvartsman e mais oito dos investigados “sejam proibidos de entrar em prédios ou instalações da mineradora” e que os funcionários da Vale não compartilhem assuntos de “teor estritamente profissional” com os investigados.

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here