Ronaldo Batista assume como vereador no lugar de Cláudio Duarte que teve mandato cassado pela Câmara Municipal de BH

O suplente Ronaldo Batista de Morais, do Partido da Mobilização Nacional (PMN), assumiu o cargo de vereador no lugar de Cláudio Duarte (PSL), na tarde desta segunda-feira (5), na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), no bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul da capital mineira. 

Ronaldo Batista, à esquerda ao microfone, toma posse na Câmara Municipal de Belo Horizonte — Foto: Cristiane Leite/TV Globo

Ronaldo Batista, à esquerda ao microfone, toma posse na Câmara Municipal de Belo Horizonte — Foto: Cristiane Leite/TV Globo 

Duarte teve o mandato cassado na quinta-feira (1º) suspeito de fazer “rachadinha”, quando um parlamentar monta um esquema em que funcionários do gabinete são obrigados a devolver parte do salário recebido todo mês. 

Ronaldo é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e Região. 

A placa com a indicação do vereador empossado foi instalada por um funcionário da Câmara nesta Câmara. 

Placa indicativa é instalada com o nome de Ronaldo Batista  — Foto: Danilo Girundi/TV Globo

Placa indicativa é instalada com o nome de Ronaldo Batista — Foto: Danilo Girundi/TV Globo

Cassação

Cláudio Duarte foi o primeiro vereador com mandato cassado da história da CMBH. Foram 37 votos favoráveis, de 39 vereadores presentes, nenhum voto contra e nenhuma abstenção. 

Ele foi indiciado pela Polícia Civil pelos crimes de peculato, organização criminosa e obstrução de Justiça. Ele é acusado de embolsar ao menos R$ 1 milhão com o esquema da “rachadinha”. Segundo a denúncia, Duarte chegou a confiscar até R$ 10 mil do salário de R$ 11 mil de apenas um funcionário, mensalmente. 

Duarte foi afastado da Câmara em 2 de abril. Ele chegou a ficar dez dias preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH, e permaneceu fora do Legislativo por dois meses, mas continuou recebendo o salário de R$ 17,6 mil. 

Desde 13 de julho, após retornar aos trabalhos na Câmara, Duarte passou a ser monitorado pela polícia, sendo obrigado a usar tornozeleira eletrônica. 

Fonte:https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2019/08/05/ronaldo-batista-assume-como-vereador-no-lugar-de-claudio-duarte-que-teve-mandato-cassado-pela-camara-municipal-municipal-de-bh.ghtml

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here