Suspeitos de aplicar golpes em idosos em agências bancárias da Grande BH e do interior são presos

Prejuízos podem chegar a R$ 200 mil e 20 vítimas há foram identificadas em MG e SC.

A Polícia Civil divulgou, nesta terça-feira (26), os detalhes da investigação que resultou na prisão de dois suspeitos de aplicar golpes em idosos. Os homens, de 37 e 46 anos, foram detidos em flagrante, neste fim de semana, pelo crime de furto mediante fraude depois de tentar aplicar um golpe em cantineira de escola pública, de 61, que ganha R$ 1 mil por mês.

De acordo com a polícia, eles integram uma quadrilha especializada neste tipo de golpe. As investigações apontam que os prejuízos podem chegar a R$ 200 mil.

Segundo o delegado Wagner Sales, os suspeitos, que agiam na capital e no interior, aproveitam-se da dificuldade das vítimas em realizar transações bancárias.

De acordo com a delegada Cinara Rocha, no momento da prisão, eles estavam em uma agência bancária do bairro Nova Suíça, na Região Oeste de Belo Horizonte, e portavam o cartão da cantineira.

Há dois meses, a 1ª Delegacia Sul já vinha investigando o grupo. Segundo Sales, os integrantes da quadrilha agem principalmente, em dupla, aos fins de semana em agências bancárias.

Ainda de acordo com o delegado, enquanto as vítimas faziam transações bancárias, os suspeitos observavam a senha. Depois, um distraía a vítima e o outro fazia a troca do cartão por um falso.

Segundo a polícia, mais de 20 vítimas já foram identificadas na capital, no interior e no estado de Santa Catarina. Mas a delegada Cinara Rocha acredita que o número de pessoas que caíram no golpe possa ser ainda maior.

Ainda conforme a Polícia Civil, os suspeitos tem vasta ficha criminal. Se condenados, eles podem pegar até 16 anos de prisão.

Os investigadores agora trabalham para localizar outros dois integrantes da quadrilha

fonte: g1

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here