Zema corre para ampliar leitos aos pacientes graves com coronavírus na Grande BH

Governo de Minas fez parceria com hospital privado e municipal para ampliar número de leitos no estado

O governador Romeu Zema (Novo) informou, nesta quinta-feira, que pretende fazer parcerias com hospitais públicos e municipais para ampliar os leitos que devem receber pacientes graves infectados pelo novo coronavírus.

“Provavelmente, vamos precisar de muitos leitos para atender as pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Por isso, estamos tomando todas as medidas, na Região Metropolitana e no interior, para ampliar a estrutura disponível. Muitos hospitais têm alas vagas e leitos ociosos que podem ser utilizados neste momento. Tudo isso está sendo levantado para que, caso venha a ser necessário, o estado disponha de leitos suficientes para atender as pessoas que necessitarem”, afirmou.
Nesta quinta-feira (26), o governador acompanhou uma vistoria ao Hospital Mater Dei Betim e ao Hospital Público Regional de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, unidades devem ceder parte das estruturas.
De acordo com o governo, a ação poderá se estender a outras cidades mineiras, com intuito de fazer parcerias com instituições de saúde da rede privada e hospitais municipais para ampliar o número de leitos disponíveis no estado.
Durante as visitas, Zema ressaltou que é preciso aproveitar todas as estruturas disponíveis para combater a COVID-19 com o menor impacto possível no estado.
Para tratar doentes afetados pelo novo coronavírus, o Mater Dei Betim disponibilizou quatro andares que estavam inoperantes. O espaço já possui estrutura de ressonância, tomografia e exames respiratórios. Já o Hospital Público Regional de Betim Professor Osvaldo Franco cedeu o Centro Materno-Infantil, que acabou de ser finalizado em um prédio anexo. A área construída contará com 120 leitos. 
Os profissionais que atuarão nas estruturas disponibilizadas pelos hospitais serão cedidos pela Secretaria de Estado de Saúde, e empresários vão custear os equipamentos durante esse período de crise.
O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, também acompanhou as vistorias e colocou o setor à disposição para ajudar a ampliar a capacidade de atendimentos da Região Metropolitana.
“Aproveitando a infraestrutura já disponível, essas parcerias podem gerar até 200 novos leitos na Grande BH, sendo 180 de UTI e 60 de enfermaria para pacientes”, destacou.
Participaram ainda das visitas o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral; o prefeito de Betim, Vittorio Medioli; o presidente do Mater Dei, Henrique Salvador; a diretora-geral do Hospital Regional de Betim, Patrícia Evangelista; o presidente da MRV, Rafael Menin.

fonte: Estado de Minas

Desenvolvimento de software sob medida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here